Existe no Concelho de Castro Verde uma aldeia chamada Entradas, que possui um museu muito próprio do tempo em que se trabalhava a agricultura com os meios manuais, típico na época.

O museu da ruralidade assenta a sua filosofia numa lógica de intervenção em torno de duas referências estruturais: identidade e território.

Identidade, porque procura a valorização e a dignificação da memória de uma comunidade; Território, porque procura alargar o seu funcionamento à região de castro verde. localizado numa região rural, no museu podem ver-se alfaias e equipamentos agrícolas.

Os jovens da Associação de Respostas Terapêuticas de Castro Verde visitaram o museu onde, ficaram admirados como antigamente usavam materiais para o trabalho agrícola que nos tempos de hoje, Era Digital, são impensáveis que tenham existido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *