O MEU REFÚGIO

*Leandro, Vitor, Francisco, Paulo Gomes, João Santos, André Júlio*

Sentado no meu quarto

Penso sobre o meu futuro

Desabafo com as paredes

Penso em tudo o que é duro.

Desabafo e aprendo com a própria lição

Aprendi a amar a própria paixão

Aprendi a viver com aquilo que vivi

Aprendi a viver com o que sempre senti.

Sentimentos já passaram

Aprendi a refletir

Meu irmão, estamos na ART

Para podermos subir.

Sinceramente acho que perdi a cabeça

Perdi a família e a minha própria presença

Sinto-me perdido, ninguém sabe o que passei

E tudo o que sou não é o que sonhei.

Tudo o que digo vem do coração

É a expressão da minha emoção

Sou como um mar navegado

E nem tudo o que faço é do meu agrado.

Sinto-me perdido neste mundo obscuro

Amigos ficaram para trás

E tem sido duro lidar com o futuro

Sem saber se tu estarás.

A vida é cruel

Mas à minha irmã sempre fui fiel

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *