Época Festiva

Como não poderia deixar de ser, a ART celebrou o Natal, notei que os próprios monitores tentaram fazer com que fosse um dia diferente e com espírito natalício acentuado. Mas como era de esperar, apesar de toda a alegria por ser um dia diferente houve muita tristeza…por estar longe de casa.

Apesar de ser um dia diferente e a equipa técnica tentou tornar o mais acolhedor possível, nunca nos esquecemos da família, que está longe e que devíamos estar lá, à mesa junto dos nossos familiares.

Mas na vida nem tudo é rosas…e tivemos que aceitar o facto de passar o natal com um espirito positivo cá dentro.

A verdade é que nem foi assim tão mau, a comida estava ótima, as mesas estavam cheias de bolos e bem mais carinho, talvez pelo espirito natalício.

Como todos os natais houve um Pai Natal…”o Crespo”, que nos entregou presentes e até fotos tirou.

De seguida, tivemos karaoke e assim foi o natal, agora é esperar pelo próximo, onde estarei junto da minha família e espero continuar o meu percurso cá dentro e para que isso se torne realidade.

O Utente ART

 

 

Como foi para mim o Natal e o fim de Ano

O Natal de 2017 foi um pouco diferente dos outros. Pela primeira vez passei o Natal longe da minha casa, na associação da ART.

Senti-me bastante triste e foi difícil animar-me, pois era a minha primeira semana e ainda não conhecia ninguém. A adaptação estava a ser difícil.

No dia da passagem de ano estava bastante melhor, senti-me minimamente alegre. O jantar estava bom, sentei-me com os meus novos amigos; rimos, brincámos, contámos piadas…

Mais tarde, fui ver a discoteca, mas não fiquei muito tempo porque a música estava muito alta e não era do meu agrado.

Por fim, passei o resto do dia, até à meia-noite em volta da fogueira à espera da hora.

Da ART, espero levar conhecimentos, aprendizagens, novas amizades, aprender a socializar melhor com as pessoas, adquirir hábitos que não tinha quando não estava na associação.

Para o futuro, espero ser mais compreensível, ser um melhor ouvinte e não tão casmurro. Espero também acabar o secundário e ir para a universidade.

O Utente da ART

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *