No passado dia 28 de Março no Cine Teatro Raimundo Magalhães, respondendo afirmativamente ao convite que nos foi dirigido pelo Externato de Vila Meã, a Quinta do Sol marcou presença no Seminário subordinado ao tema “Disciplina na Escola”, fazendo-se representar por três dos nossos actuais utentes (Carolina, Cláudia e Diogo) devidamente acompanhados pelos técnicos Dr. Tiago Novais e Dr. Diogo Soares, Director Técnico e Psicólogo respectivamente.

As suas presenças permitiram abordar temas na primeira pessoa, tendo os nossos utentes proporcionado os seus testemunhos aos presentes, facultando, dessa forma, um cariz mais prático sobre a problemática abordada, dando voz e rosto ao debate pretendido. De salientar as palavras de apreço e satisfação que nos foram dirigidas pela organização e demais entidades presentes no seminário, pela pertinência e importância do nosso contributo e testemunho.

Ladeados pelas mais diversas entidades, tais como, GNR, CPCJ, Câmara Municipal de Amarante, Universidade Católica, entre outras, a ART Quinta do Sol agradece o convite, reforçando a disponibilidade em articular esforços no tratamento da prevenção em eventos futuros. Parafraseando o nosso Director Dr. Tiago Novais, “as portas da nossa casa estão abertas” para receber uma visita organizada pela comunidade escolar, visualizando a nossa realidade diária e actividades desenvolvidas.

“Só fazia coisas que me prejudicavam tanto a mim quanto à minha família…. Com os consumos não queria ver mais nada, via apenas o mundo em que estava e era o mundo que me chegava…. na ART aprendi a expandir os meus horizontes…” – Diogo Rodrigues

“Eu quero que vocês percebam que eu sou igual a vocês e qualquer um de vós pode estar na nossa situação… É fácil ouvir e falar, viver não é, é muito difícil isto… se eu contribuir para vocês não caírem como eu caí, vou sair daqui bem e tranquila comigo… Era agressiva, tinha consumos, roubos, processos, tribunais. Quando vim para a ART estava perdida!… Tive um passado mau é verdade mas agora estou aqui… ” – Carolina Cardoso

“Olhando para trás a minha vida, eu fiz tantas coisas más… que me arrependo, problemas em casa, ir pela porta fora, namorar um homem mais velho, faltar à escola, maus amigos, respondia à minha mãe e tirava-lhe dinheiro…. Eu tive uma sorte enorme em ter vindo para a ART, eu não sei onde estaria agora…” – Cláudia Guerreiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *